Capa / Notas e posicionamentos / A Marcha Mundial das Mulheres na XIII Caminhada de Lésbicas e Bissexuais de São Paulo

A Marcha Mundial das Mulheres na XIII Caminhada de Lésbicas e Bissexuais de São Paulo

Dia 06 de junho de 2015 é mais um dia de luta!

Somos mulheres feministas, lésbicas e bissexuais, ocupando as ruas e praças de São Paulo para dar visibilidade às nossas lutas e nossas resistências. Coletivamente, construímos nossas demandas frente à sociedade, às nossas comunidades e famílias e às autoridades públicas.

Exigimos o direito de decidir sobre nossas próprias vidas pessoais. Rechaçamos o modelo de família nuclear imposto pela sociedade patriarcal e capitalista como único modelo de família legítimo. Nos desafiamos a construir laços de amor e afetividade a partir de modelos plurais de família e comunidade. Questionamos e desconstruímos os papeis de gênero e as dicotomias impostas pela sociedade: feminino versus masculino, natureza versus razão, privado versus público. Não somos nem Eva, nem Maria, nem santas, nem putas. Somos todas, ao mesmo tempo que valorizamos nossas particularidades!

Também exigimos o direito de decidir sobre nossas próprias vidas profissionais. Sabemos que a heteronormatividade (ou seja, a imposição da heterossexualidade como prática sexual e instituição) é um dos pilares que sustenta a divisão sexual de trabalho e a manutenção das mulheres na esfera privada, onde nós continuamos sendo responsáveis pelo trabalho doméstico e de cuidados. Nós lésbicas e bissexuais vamos para o mercado de trabalho onde lutamos por visibilidade, salário igual por trabalho igual, espaço em todas as profissões e valorização monetária e simbólica da nossa produção.

A violência contra as mulheres é uma ferramenta poderosa do sistema patriarcal e capitalista para controlar nossos corpos, nossas sexualidades e nossas vidas. Somos mulheres lésbicas e bissexuais que apanhamos na rua, no transporte público e nas mãos de ex-companheiros, de membros da família e de estranhos. Somos xingadas e desqualificadas na escola, na universidade e no trabalho. Nossos direitos são atacados sistematicamente a partir do Congresso Nacional, extremamente conservador. Mas seguimos marchando e nos rebelando rumo à transformação radical da sociedade onde todas temos o direito de viver sem a ameaça de violência!

caminhada2014
XII Caminhada de Lésbicas e Bissexuais de São Paulo (2014). Foto: Elaine Campos.

Somos mulheres transexuais e transgênero que sofremos a maior taxa de assassinato do mundo, uma violência ao mesmo tempo legitimizada e invisibilizada. Temos pouquíssimas oportunidades de estudo e trabalho, e sofremos altíssimas níveis de rejeição por nossas famílias e círculos sociais. Nossa identidade de gênero ainda é considerada uma patologia, mas lutamos por nosso auto-reconhecimento, auto-identificação e por nossa autonomia. Nos inspiramos na luta da estudante e afro-transfeminista Maria Clara Araújo no estado de Pernambuco!

Somos mulheres negras nas periferias e no centro da cidade, enfrentando o preconceito e a violência racista. Nossos corpos são hipersexualizados na mídia, na música e nas propagandas comerciais, enquanto na periferia somos o alvo em potencial da polícia. Para a sociedade, somos meras estatísticas de assédio, estupro e violência brutal, mas nós afirmamos nossa resistência comunitária e militante. Denunciamos a morte da população jovem e negra pela polícia e exigimos a desmilitarização já!

Nós lésbicas e bissexuais rechaçamos o rótulo de “minoria” que nos é imposto. Nossa sexualidade é válida e queremos vivenciá-la com liberdade, autonomia e saúde. Fazemos sexo por nosso prazer e não para alimentar as fantasias e fetiches dos homens. Não somos nem objetos sexuais, nem personagens de novela! Não queremos ser toleradas pela sociedade; exigimos respeito e espaço em todas as esferas da sociedade.

Somos trabalhadoras, estudantes, artistas, negras, brancas, indígenas, guerreiras, e nos afirmamos como sujeitos políticos! Junto com nossas companheiras feministas heterossexuais, estamos em marcha hoje e até que TODAS sejamos livres!

Coletivo de Lésbicas e Bissexuais da Marcha Mundial das Mulheres de São Paulo

Juntem-se a nós nas ruas na IV Ação Internacional da Marcha Mundial das Mulheres, com diversas atividades planejadas na cidade e no estado de São Paulo durante o ano de 2015!

Mais informações:
coletivolesbi.mmmsp@gmail.com
www.marchamundialdasmulheres.org.br

Sobre @admin